Blog que queria ser outra coisa, mas que se contenta em deixar trans-pirar a sua dona... Moda, literatura, cinema e efêmeras frivolidades em geral.

22
Abr 09

Eu ia de Mulheres públicas, a retomar um tema caro; mulheres leitoras que escrevem e se escrevem ao longo da Hitória, tipo Musa madonna, mas Chico Marshall pede Moda e vou de Moda.

O tema é Audrey Hepburn e agora inicio uma pesquisa mais ou menos ampla sobre as relações dessa, que foi considerada, no ano passado, a mais bela do cinema de todos os tempos - com Jolie em um honroso segundo lugar e Grace Kelly em terceiro!

O que busco: Audrey e Givenchy, Edith Head, suas bolsas, luvas, chapéus, sapatilhas, sapatos com fivelas, bijuterias, piteiras, um estilo muito chaneliano: vestido preto, pérolas, simplicidade e elegância nas formas e na postura.

Sim, Audrey era o melhor modelo dela mesma, como Mlle. Chanel, com a vantagem de ter sido efetivamente bela e aparentamente mais bem humorada. Além disso, essa musa pôde casar-se e ter filhos. Rebeldia total: foi linda, inteligente, talentosa e ainda incorreu no crime: casou-se em plenos 60's e teve dois filhos!!!!

Isso não é o Segundo Sexo,  Mlle. de Beauvoir, isso é O Sexo, ainda que sem a exacerbação do caráter sexual.

Oh, sim, Audrey conseguiu essa proeza inimaginável hoje: conseguiu ser sexy sem ser burra, ou seja: matava no quesito elegância e nunca precisou mostrar um belo para de nadas, ainda que sua Holly Golightly fosse uma boa bisca. Mas é uma bisca que usa Tiffany's, ok? E isso, definitivamente, não é pra qualquer uma.

Depois de tudo ainda foi ser filantropa de verdade. Não adotou ninguém de nenhuma etnia ou país distante, mas foi uma embaixadora atuante da Unesco.

Hoje a Audrey Hepburn bag é vendida em um site que tem os fundos revertidos às causas humanitérias às quais ela se dedicou.

Ok, voltei. Ainda estou fabricando o ninho, mas acho que a fase casulo passou.

publicado por joanabosak às 12:17
sinto-me: começando o dia
música: Madeleine Peyroux

05
Abr 09

Não que a vida tenha parado: ao contrário, aulas e mais aulas, novos alunos, turmas gigantes.

Boas novas com tudo isso junto: uma segunda semente que germina e cresce, habita em mim.

Pausa para quase tudo neste primeiro trimestre; muito sono, algum mal-estar, apostas no futuro, sempre.

As idéias continuam em ação e as gestações também.

É hora de ficar em casa, dormir sempre que possível - o que não é sempre.

Cuidar da cuña interna que carrego, independentemente do que ela guarda e do que me aguarda.

Estou aqui: repleta, recheada de sonhos, cores e novas esperanças ressemantizadas - melhor seria, ressementizadas.

A vida é sempre um novo começo.

Pronto: voltei a ser madonna.

Espero continuar musa.

 

 

publicado por joanabosak às 20:11
sinto-me: casulo
música: de ninar
tags:

Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
23
24
25

26
27
28
29
30


subscrever feeds
arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO