Blog que queria ser outra coisa, mas que se contenta em deixar trans-pirar a sua dona... Moda, literatura, cinema e efêmeras frivolidades em geral.

26
Nov 08

Tentando encontrar uma linguagem - ainda que em português de Portugal...

Querendo badalarbaudelaire e errando um pouquinho.

Sendo Orlando por um momento e lendo Virginia por vários.

Preparando alguma coisa entre aulas de Borges e Kafka, passando por ícones do cinema da década de 1960 e Barcelona a pé e com vinho! No meio disso deveria ter moda também.

Tentarei ser um pouco como Agrado e mesmo Borges: simulando um pouquinho e buscando autenticidade mesmo que na reelaboração da cópia. Se mexplico e alguns alunos atentos entenderão: Maria Aurèlia Capmany, escritora catalã, prefacia seu Quim/Quima dizendo ser esse um calco do Orlando de Virginia Woolf. Segundo ela, em conversa que não sei se real ou imaginária - já valeria um post-doc - Virginia lhe teria dito: copia, copia, que quanto mais fores em busca do que queres ser mais te farás autêntica. Tal como Pierre Menard, ou o próprio Borges, que queria ser Macedónio Fernández e acaba Borges. Tô muitíssimo distante disso, mas vai na tentativa e erro até acertar em algum lugar.

publicado por joanabosak às 04:14
sinto-me: hesitante
música: poucos carros na rua

1 comentário:
Muito belo, ó pá! Lembra-te que de um marinheiro precisa ainda mais de um destino do que de bons ventos.
Teu admirador,
Nilson
Nilson a 26 de Novembro de 2008 às 12:34

Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
27
29

30


arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO